01/02/2018

Resenha: Enquanto Bela Dormia - Elizabeth Blackwell

Título original: While beauty slept
Gênero: Romance
Páginas: 368
Editora: Arqueiro
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro Enquanto Bela Dormia, de Elizabeth Blackwell, nos traz uma releitura do conto de fadas A Bela Adormecida sob o ponto de vista de uma das serviçais do reino. Escrito com magia, requinte e delicadeza e orquestrado em um belo e detalhado cenário medieval, o enredo conseguiu me envolver do início ao fim e se mostrou uma história majestosa e incrivelmente surpreendente.

Depois de muitas tentativas infrutíferas de engravidar, a rainha Lenore resolve recorrer à magia da tia do rei, Millicent. Pagando um alto preço pela realização de seu desejo, em pouco tempo ela concebe Rosa, uma menina linda e saudável. Entretanto, o reino se torna escuro e sombrio quando Millicent é expulsa do castelo pelo rei e jura se vingar. Tentando proteger a filha do ódio de sua arrogante tia, os pais resolvem trancafiar Rosa sob os muros do palácio, aos cuidados deles e de Flora, a tia bondosa do rei.

Porém, quando todas as tentativas de se proteger a jovem Rosa falham, a dama de companhia Elise entra em cena. Além de ser uma das melhores amigas da rainha Lenore, Elise também se torna a confidente da princesa e a sua única chance de se manter viva. E é justamente pelos olhos da doce serviçal que conheceremos todos os personagens e maiores detalhes a respeito desse quase conto de fadas, bem como todo o poder e a magnitude do amor - a mágica mais poderosa e atemporal do mundo.

Enquanto Bela Dormia se mostrou um livro encantador, envolvente e magistralmente escrito. Mantendo toda a fidelidade do clássico conto de fadas e preservando os personagens principais da história -  o casal infértil, a jovem princesa que anseia por liberdade e um reino constantemente ameaçado pela inveja e pela ambição -, Elizabeth Blackwell construiu uma trama mágica e com um pano de fundo medieval quase que palpável aos olhos, adicionando elementos contemporâneos de forma sincronizada e muito bem arquitetada. Narrada em primeira pessoa por Elise de modo envolvente, íntimo e recheado de detalhes, a obra conseguiu me fisgar do início ao fim e me proporcionar uma leitura maravilhosa e incrivelmente fluída.

Os dramas do reino, em especial, toda a melancolia e tristeza da rainha por não conseguir dar um filho ao rei, foram muito bem retratados na história e salientaram extremamente a tristeza e a insatisfação de Lenore. Ela abre mão de sua fé e até mesmo de seus princípios na busca por um herdeiro e acaba conseguindo realizar o seu sonho - mesmo que por um alto preço. O rei, como era de supor, fica extremamente feliz em perpetuar o reino com sua amada filha e não faz distinção nenhuma quanto ao seu sexo - o que achei uma atitude muito bonita e bem empoderada no contexto da trama. Rosa é uma garota doce e de espírito livre, que sempre espera algo a mais da vida. O seu senso de liberdade trouxe um novo fôlego para o enredo, bem como o desfecho final da personagem.


 "Consola-me pensar que a história da Bela Adormecida continuará viva depois de todos nós, uma história de maldade derrotada e amor triunfal que ressoará por séculos. E é assim que deve ser. Porque a verdade não é nenhum conto de fadas."


Não sei se talvez seja por ter sido a narradora da história ou até mesmo pela sua trajetória tão bem delineada na trama, mas o fato é que me afeiçoei muito à Elise. Ela teve uma infância escassa e sem expectativas, além de ter perdido praticamente a família inteira para a varíola. A jovem adentra as paredes do castelo com parcas e rasas informações sobre a realeza e sobre o seu papel ali dentro e, pouco a pouco, tem a sua história sendo desfiada em conjunto com a dos demais personagens. Acompanhamos o despertar do amor em sua vida e como leves traços da ambição acabam tingindo sua até então inocente alma, o que explanou de forma minuciosa a humanidade da protagonista. Millicent não poderia deixar de ser uma presença avassaladora no enredo e se mostrou uma personagem incisiva, rancorosa e como era de se supor, extremamente "malévola". Ela conduz o fio do destino ao seu bel-prazer, mas não poderia imaginar como o amor verdadeiro pode ser forte, altruísta e imortal.

"Toda grande lenda, no fundo, é uma história de perda da inocência."

Em suma, Enquanto Bela Dormia se mostrou uma releitura surpreendente e encantadora de A Bela Adormecida, com elementos contemporâneos muito bem sintetizados ao enredo e um toque de originalidade mais do que especial. Os personagens mantém as mesmas características do clássico conto de fadas, entretanto são abordados na trama de Elizabeth Blackwell com uma certa conotação adulta e um pouco mais expressiva do que outrora. A capa é incrivelmente linda, com uma princesa adormecida em meio à uma floresta e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

14 comentários:

  1. Oi
    Gosto muito de releituras e estou bem curiosa pra ler essa, ainda mais sendo da Bela Adormecida (que eu acho super lindinha) :)
    Adorei a sua resenha
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  2. Oie,

    amo releituras, e amo A Bela Adormecida. Eu quero muito esse livro também.

    Abraços...

    https://submundosliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá! O livro parece ser bem interessante!

    Ótimo post!
    beijo, até a próxima visita!
    >>> https://gilustre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa,
    Acho que eu não esperava essa resenha para esse livro.
    Não sei, acho que tinha uma outra visão da história, sabe?
    Algo mais sombrio... Fico feliz que não seja. Fico mais animada a ler!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa
    Lembro que quando eu li este livro eu curti, gosto de releituras, e essa capa está linda.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa, pela resenha a personagem Elise gera mesmo empatia, gosto quando isso acontece e tb curto bastante releituras, bate curiosidade.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. esse livro é lindo, eu mesma tenho muita vontade de lê-lo,a trama é incrivelmente fascinante pelo que percebo
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Vanessa! Esse livro está a algum tempo na minha listinha de "quero ler". Espero que seja esse ano que eu vá tirar um tempinho e lê-lo finalmente hahah <3

    https://sonhoinverossimil.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oiii Nessa

    Amo releituras e essa parece ser uma daquelas que encanta do começo ao final. Amei essa capa, com certeza vai pra lista dos que quero ler esse ano.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  10. Oie Nessa =)

    Gosto bastante de releituras, e essa desde o lançamento chamou a minha atenção. Infelizmente ainda não tive oportunidade de conhecer a história, mas espero ter oportunidade de ler em breve.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  11. Oi Nessa, tudo bem?
    Achei muito legal que essa releitura seja contada pelos olhos de uma terceira pessoa (no caso, Elise). Parece uma obra muito legal. =)
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  12. Oi Vanessa,
    Não sou muito fã de A Bela Adormecida, mas ainda assim estou curiosa para ler essa releitura, já que ela parece ser bem cativante.


    *bye*
    Marla
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Nessa!
    Esse livro eu tenho bastante vontade de ler, pois se trata de um dos clássicos que mais gosto!
    Espero ler em breve!

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Vanessa agora estou deeeeesesperada para ler esse livro! Tua resenha me encantou! E eu amo ler histórias vistas de diferentes prismas. Pronto! Já entrou pra minha listinha :-) Beijinhos

    ResponderExcluir