15/02/2018

Resenha: A Irmã da Sombra - Lucinda Riley

Título original: The Shadow Sister
Gênero: Romance
Páginas: 512
Editora: Arqueiro
Classificação: 5/5
Comprar: Saraiva
Em A Irmã da Sombra, terceiro volume da série As Sete Irmãs, da irlandesa Lucinda Riley - autora com mais de 8 milhões de livros vendidos -, acompanhamos a fascinante história de Estrela D'Aplièse. Ao contrário dos demais livros, a história se inicia a partir do momento em que Estrela está lidando com a dor do luto pela morte de Pa Salt, o que tornou o enredo menos repetitivo e mais emocionante. Diferente de suas irmãs, a história sobre o seu passado remete à própria Inglaterra, norteada por literatura, amor, perdão e superação.

Após a morte do pai adotivo, Estrela D'Aplièse se encontra em uma verdadeira encruzilhada. Para seguir as pistas que remontam a sua origem, ela precisa sair de sua zona de conforto e abrir mão da segurança de sua vida atual. Intrigante e bastante introspectiva, ela sempre se apoiou na sua irmã Ceci - tal como se ela fosse uma espécie de muleta -, seguindo-a para onde quer que ela fosse. Quando as duas resolvem dividir um apartamento em Londres, logo Estrela se sente desconfortável por notar que a residência não tem o mesmo contato com a natureza e a tranquilidade do lar onde ela cresceu. Insatisfeita e extremamente curiosa, ela decide se desgarrar da irmã e seguir as pistas que se referem ao seu nascimento.

Durante a sua busca, Estrela se depara com uma livraria recheada de obras raras, de propriedade de Orlando - um homem apaixonado pela literatura e dono de modos um tanto quanto metódicos. O que ela não poderia imaginar era que o bucólico recanto literário seria responsável por sua conexão com Flora MacNichol, uma jovem inglesa que, há um século atrás, morou na pacata região de Lake District e que teve como sua fonte de inspiração a escritora de livros infantis Beatrix Porter. Cada vez mais mergulhada e inebriada com a história de Flora, Estrela vai se identificando, pouco a pouco, com a sua trajetória de vida e assim saindo da sombra de sua irmã superprotetora e encontrando o verdadeiro amor.

A Irmã da Sombra, tal como os volumes anteriores da série, sintetiza passado e presente como num passe de mágica, em uma mescla formidável de brilhantismo, beleza e esplendor. Acompanhamos a história de duas mulheres fortes e empoderadas, separadas por um século de distância, entretanto unidas pela determinação, coragem e ousadia. Narrado em primeira e terceira pessoa por Estrela, de um modo encantador e apaixonante, o livro conseguiu me cativar do início ao fim, principalmente por nos mostrar uma lagarta se despindo de seu casulo e se transformando docilmente em uma borboleta.

"O carvalho e o cipreste não crescem à sombra um do outro."

Desde os livros anteriores, é possível notar o quanto Estrela vivia à margem de Ceci, não fazendo valer a sua voz e se deixando ser facilmente persuadida pela irmã. Foi necessária a dor do luto e uma revelação instigante sobre o seu passado para que a personagem adquirisse suas cores verdadeiras e fosse atrás de seus sonhos e objetivos. Acompanhar essa transformação foi muito gratificante e mostrou toda a força e a garra da protagonista, que permaneceram por tantos anos sufocadas. A história de amor vivida por Estrela na trama foi muito bem elaborada e tal como remete aos seus antepassados, se mostrou dotada de perdão, recomeço e superação. Quando ela ingressa no seio da família Forbes-Vaughan, logo se encanta com os seus membros - especialmente pelo livreiro Orlando -, entretanto ela não consegue se afeiçoar com o primogênito Mouse e com todo o seu amargor. A transformação que ocorre entre eles é muito bonita e tem até mesmo traços "elizabetanos e darcyanos".

"Um ser humano sem amor é como uma botão de rosa sem água. Sobrevive por um tempo, mas nunca desabrocha por inteiro."

Flora foi uma personagem encantadora. Amante da natureza e de seus recantos isolados, ela sempre apreciou a solidão e sempre sonhou em viver solteira e reclusa. Entretanto, quando ela é enviada a Londres pela família para trabalhar, logo se vê em um grande dilema: dividida entre o amor por um homem, Archie e entre a lealdade e o dever para com os seus parentes. Quando menos imagina, a jovem se vê praticamente como um peão em um tabuleiro de xadrez, onde todos conhecem as regras, menos ela e passa por inúmeras provações, que a desestabilizam totalmente. Acompanhar a jornada da personagem foi muito edificante, além de ter enaltecido todos os valores e qualidades do amor verdadeiro, tais como perseverança, abnegação e fé.

Em suma, A Irmã das Sombras é um livro fascinante e se mostrou uma viagem encantadora entre o passado e o presente de várias gerações, além de ressaltar suas maiores características e crenças. Tanto Flora quanto Estrela são mulheres fortes, destemidas e apaixonadas e tornaram a história ainda mais especial e tocante. A capa do livro é belíssima e nos traz a imagem de uma moça envolta por um jardim e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

Confiram as resenhas dos volumes anteriores da série As Sete Irmãs:

►AS SETE IRMÃS
►A IRMÃ DA TEMPESTADE

8 comentários:

  1. OI Nessa
    Toda vez que leio uma resenha sua sobre algum livro desta autora fico curiosa para conhecer a escrita dela, preciso fazer isso já.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa,
    Mais um livro da Lucinda que me soa maravilhoso. Deve ser muito bacana acompanhar os conflitos familiares.

    bjs

    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  3. o que eu acho mais bacana na série da Lucinda é como cada história é unica e complementar ao mesmo
    eu amo a forma como ela constrói esse jogo de passado/ presente. Todos nos temos uma história! e todos nós temos um futuro
    tempohttp://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde Vanessa,

    Gostei demais da sua resenha, esse livro está na minha lista de desejados, gosto demais da escrita da autora e espero ler esse um da....abraço.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa,
    Eu tenho os dois primeiros livros aqui em casa, quero começar essa série em breve.
    A Lucinda é ótima para contar histórias né? Ela vai e volta, tem uma intensidade...
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa, eu só leio elogios da autora, mas nunca li nada da Lucinda, ainda vou pegar essa série de livros e tentar maratonar tudo de uma vez!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Oi Vanessa,
    Como já comentei, ainda não tive o prazer de ler nada da autora, mas tenho bastante curiosidade já que pela sua resenha, as tramas de LR parecem ser bem elaboradas e cativantes.


    *bye*
    Marla
    loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa, tudo bem?
    Eu estou ficando super curiosa com essa série por ler as resenhas aqui. Assim que tiver um tempinho, quero experimentar ler o primeiro!
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir