26/05/2018

Resenha: Glimmerglass - Jenna Black

Título original: Glimmerglass
Gênero: Fantasia
Páginas: 296
Editora: Universo dos Livros
Classificação: 5/5
Comprar: Saraiva
O livro Glimmerglass, primeiro volume da trilogia Faeriewalker, de Jenna Black, nos traz uma fantasia interessante sobre as fadas e todo o mundo feérico. Gostei bastante da abordagem da autora e do fato dela pincelar realidade com fantasia, principalmente por retratar temáticas tão presentes em milhões de lares ao redor do mundo, tal como o alcoolismo. Os personagens cumpriram o seu papel ao longo da trama e apesar de não serem tão fortes e brilhantes, conseguiram entreter e sustentar a história do início ao fim.

Dana Hathaway mal sabia que iria se meter em apuros ao fugir de casa para conhecer o seu misterioso pai na mística Avalon, o único lugar na Terra onde a magia e a realidade se encontram. Assim que a jovem coloca os pés em Avalon, tudo começa a dar errado em sua vida, pois ela não é uma adolescente comum e sim uma faeriewalker - um raro indivíduo que pode viajar entre os dois mundos, bem como levar magia ao mundo humano e a tecnologia para o reino feérico.

Quando menos imagina, Dana acaba se envolvendo nas intrigas políticas que regem o mundo da magia e não demora muito para que ela comece a se sentir perseguida em Avalon. Alguém está tentando matá-la e todos parecem querer algo dela, desde seus amigos, sua família e até mesmo Ethan - um garoto lindo e misterioso com incríveis poderes, com quem ela acredita que nunca terá uma chance, até que finalmente muda de opinião. Presa entre dois mundos tão distintos entre si, Dana se sente cada vez mais deslocada e sem saber onde se encaixar ou até mesmo em quem deve confiar e só tem uma única certeza: sua vida nunca mais voltará a normalidade de outrora...

Glimmerglass estava na minha estante há muito tempo e foi um dos livros que eu resolvi tirar a poeira e colocar como meta de leitura para 2018. Não tive muitas pretensões sobre ele e acredito que foi justamente por não nutrir muitas expectativas a respeito que a leitura se mostrou leve, gostosa e fluída. Não se trata de um livro surpreendente ou até mesmo singular, pelo contrário, ele não foge nada dos clichês atuais, mas é aquele tipo de leitura perfeita para descontrair ou para ser alternada com um livro mais pesado e melancólico. Eu, particularmente, leio muito pouco sobre fadas ou quaisquer outros seres do mundo feérico e talvez se deva a isso o fato de eu ter achado a trama de Jenna Black bem criativa, fantasiosa e envolvente. Narrado por Dana em primeira pessoa de uma forma bem intimista e clara, o livro é uma espécie de iniciação ao reino apresentado por Jenna Black que, à primeira vista, parece ser bem intrigante e curioso.

Dana é uma jovem responsável, madura e centrada. Ela segura todas as pontas dentro de casa, visto que a sua mãe é alcoólatra e pouco se preocupa com as contas e despesas do lar ou, até mesmo, com o dia de amanhã. Depois de passar um vexame com a progenitora durante um recital, a jovem decide tomar as rédeas de sua própria vida e partir para Avalon em busca do pai que nunca conheceu. Entretanto, ao invés de fugir dos seus problemas terrenos, ela consegue arrumar problemas ainda maiores e se descobre no olho do furacão de uma intriga política feroz na cidade feérica entre duas facções diferentes. O fato de Dana ter se tornado uma adulta ainda em tenra idade e ter inúmeras responsabilidades nas costas fizeram com que eu me afeiçoasse bastante à personagem. Além dela ser uma jovem centrada e responsável, o fato dela ter que lidar com o alcoolismo da mãe concedeu um realismo bacana para a protagonista, visto que se trata de uma grande mazela no seio de várias famílias da atualidade e, de certa forma, isso faz com que os leitores que passem por casos semelhantes se apoiem na personagem. O seu romance com Ethan não conseguiu me impactar tanto quanto eu gostaria, mas acarreto a isso o fato do livro ser uma espécie de rito de iniciação para a trilogia de Jenna Black e acredito que nos próximos volumes os sentimentos do casal serão melhor abordados.

Ethan é uma figura bem enigmática e exótica em Avalon e apesar de seu jeito de bad boy, acabei gostando do personagem. O seu romance com Dana ainda não conseguiu me encantar, mas pressinto que muitas águas ainda irão rolar na história deste casal. Mesmo não sabendo exatamente para qual time Ethan joga, é visível que ele se preocupa bastante com Dana e que assume inúmeros riscos para protegê-la e mantê-la a salvo. Gostei bastante também de sua irmã, Kimber, e me diverti muito com os seus dons culinários nada ortodoxos e apetitosos.

Resumidamente, Glimmerglass nos apresenta o mundo criado por Jenna Black de uma forma bem inicial e nos serve como um aperitivo do que está por vir nos demais volumes da trilogia. Confesso que apesar de não ter maiores detalhes e explanações, fiquei bem intrigada com o desfecho da saga e acredito que a trama reserva muitas surpresas para o leitor. A capa é incrivelmente bonita, além de ser permeada por pontinhos brilhantes e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo ☺

8 comentários:

  1. Que capa linda! Ainda não tinha ouvido falar desse livro, gostei bastante da sua resenha e que bom que apreciou a leitura. Acredito que é um livro que irei gostar bastante. Obrigada pela dica :D

    https://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oiii Nessa

    Eu acho as capas dessa trilogia maravilhosas, nem sabia que retratava também temas mais sérios como o alcoolismo,a cho isso muito bom, pois mesmo na fantasia o autor insere um certo realismo necessário aos leitores de hoje. Ótimo que os personagens cumprme bem o papel e o universo criado pela autora deixa o leitor com a intriguinha necessária pra prosseguir na série. Ah com certeza quero ler, vou anotar aqui.

    Beijos

    www,derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  3. ainda não conhecia a trama, mas o enredo em si é bem intrigante!

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa
    Acho a premissa do livro interessante, mas não tenho interesse em lê-lo.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nessa... Estou amando as fantasias que estou lendo, então fico empolgada para ler essa.
    Eu sou meio bipolar, né? Mas é porque tudo depende do meu humor diário, ai me empolgo ou não com um gênero. HAHAHAHHA
    Acho que tenho no Lev esse livro... Vou procurar!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oie Nessa =)

    Quando essa série foi lançada eu fiquei bastante curiosa para ler, mas depois que o tempo passou e fui lendo algumas resenhas acabei desanimando de conferir a história =(

    Fico feliz que você tenha aproveitado a obra, quem sabe uma hora eu não decida dar uma nova chance ao livro ^^

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa! eu tb não leio muitas tramas com fadas, mas acho mega interessante. Parece uma boa leitura e a capa é linda!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  8. Olá Nessa,

    Achei a premissa desse livro interessante e gostaria de ler, ótima resenha....bjs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir