04/06/2018

Resenha: Lulital - Pri Beletato

Edição: 1
Ano: 2011
Gênero: Fantasia
Páginas: 152
Editora: Dracaena
Classificação: 4/5
O livro Lulital, da mineira Pri Beletato, nos traz uma fantasia doce e singela envolvendo fadas e outros seres mágicos, culminando em uma história branda sobre amor, amizade, bondade e família. É visível que a autora realmente deu asas a sua imaginação e criou um reino incrivelmente fantástico e recheado de elementos mágicos e intrinsecamente convincentes, entretanto, percebe-se que faltou uma maior densidade em alguns aspectos da história, sobretudo no desenvolvimento dos personagens.

Prestes a fazer aniversário, Cindy se vê cercada por um grande mistério que envolve a morte de sua mãe. Ao tentar se aprofundar nesse enigma, ela acaba descobrindo um mundo paralelo ao seu, onde habitam seres mágicos e onde também ela descobre sua verdadeira identidade. Quando regressa para Luanda - local onde nasceu e foi criada até a morte da matriarca -, Cindy faz inúmeras descobertas e se descobre como peça importante na tomada de uma decisão capaz de decidir o futuro de toda a existência...

Lulital é um livro que transborda magia, mistério e aventura e tem uma pegada bem leve e teen, agradando em cheio o seu público alvo. Entretanto pra mim, que já estou na casa dos trinta anos, a leitura acabou se mostrando um pouco rasa demais e confesso também que não consegui me conectar tanto com os personagens quanto eu gostaria. Narrado em primeira pessoa por Cindy, de uma forma bem coloquial e fluída, o enredo tem muitos adjetivos e características marcantes, mas poderia ter sido um pouco mais encorpado e desenvolvido.

Cindy não é uma personagem marcante, mas tem uma doçura que encanta. De início, ela tem toda uma relutância para voltar à Luanda devido as memórias tristes que o local lhe traz, o que soa bastante compreensível, mas chega um ponto em que a sua implicância acaba irritando um pouco. Gostei de acompanhar a sua lealdade para com os amigos e de como ela se torna uma guerreira para defender aqueles que ama, porém não curti o seu romance com o Lucas e achei que, assim como boa parte dos acontecimentos no enredo, tudo aconteceu de uma forma muito rápida, confusa e sem maiores explicações. Os demais personagens da trama não chegam a se destacar, mas confesso que fiquei bem encantada ao ver unicórnios na história e achei a simbologia deles no enredo bastante rica.

Resumidamente, Lulital é uma fantasia leve, despretensiosa e repleta de magia e aventura. Talvez se eu tivesse lido o livro há alguns anos atrás, eu teria curtido mais a obra, entretanto hoje eu confesso que  esperava um pouco mais da trama criada por Pri Beletato, bem como de seus personagens, A capa nos traz uma linda ilustração de uma fada envolta por brilhos e luzes e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Apesar das ressalvas, não deixo de recomendar.

7 comentários:

  1. Oi Nessa,
    Ainda não conhecia, valeu pela dica!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa,
    Deve ser uma leitura bem gostosinha né?
    Não conhecia!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  3. Nessa, esse mundo muito mistico não me atrai tanto nas leituras
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá Nessa,

    Esse é mais um livro que fico conhecendo aqui, acho que não li nada de fadas ainda e achei interessante apesar das ressalvas, ótima resenha...bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oie Nessa =)

    Não conhecia o livro, mas achei a premissa interessante. Gosto de fantasias e essa parece ser bem leve e fluida. Só me incomodei um pouco com o fato da protagonista não ter uma personalidade marcante. Mas que sabe no futuro eu não acabe dando um chance ^^

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa
    Eu lembro deste livro do ano que ele lançou e na época eu fiquei curiosa para lê-lo, hoje em dia não mais. Ainda sim parece ser um bom livro de fantasia.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Vanessa. Tudo bem?

    Também estou na casa dos trinta e creio que me sentiria da mesma forma. E eu nem curto muito fantasia, então seria mais um motivo para eu não curtir tanto assim a história. Que pena que você sentiu que faltou um pouquinho mais, mas compreendo você. Com certeza a obra deve agradar o público-alvo que não somos nós. :)

    Beijo
    - Tami
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir