30/09/2018

Resenha: Desculpa Se Te Chamo de Amor - Federico Moccia

Título original: Scusa ma ti chiamo amore
Gênero: Romance Italiano
Páginas: 416
Editora: Planeta
Classificação: 5/5
O livro Desculpa Se Te Chamo de Amor, do italiano Federico Moccia, nos traz um romance leve, espontâneo e incrivelmente apaixonante. Tecido de forma descontraída e mostrando o amor sob a ótica da diferença de idade, o autor criou uma história enérgica, romântica e que não precisou de muito para arrebatar o meu coração.

Niki é uma adolescente de 17 anos, que está cursando o último ano do ensino médio. Por mais que ela e suas amigas tenham que se preparar para os exames escolares, o grupo encara a vida com leveza, participando de festas e toda a sorte de eventos, tanto dentro quanto fora dos limites de Roma. Já Alessandro é um publicitário bem-sucedido de 37 anos, que acaba de terminar o relacionamento com a noiva, Elena. Por mais que o coração de Alex ainda esteja dolorido com a separação, esse sentimento vai perdendo a força quando ele conhece Niki, ou melhor dizendo, atropela a jovem sem querer durante uma bela manhã.

Niki é uma garota bela, espontânea e espevitada, que encara a vida com leveza e humor. Entretanto, ela só tem dezessete anos, ou seja, vinte anos de diferença a menos que Alex. Entretanto, apesar deste "pequeno" contraste entre os dois, a atração que eles sentem um pelo outro é irresistível e apaixonante. Porém o casal irá enfrentar muitos obstáculos, tanto pela idade quanto por suas próprias experiências pessoais. Paralelamente, acompanhamos o relacionamento de Niki com a sua mãe e o choque entre o mundo adulto e o adolescente, onde os pais são vistos como pessoas retrógradas e sem a mínima visão sobre os dias atuais e onde os filhos se acham extremamente preparados e senhores da razão. Temos também um pequeno vislumbre do universo jovem, com todo o seu romantismo, sonhos, desilusões e esperanças, alicerçado não só na personagem de Niki como também na de suas amigas.

Desculpa Se Te Chamo de Amor é um romance cativante, doce e com uma linguagem levemente poética. Acompanhamos todo o frescor e a inocência da juventude se chocando com as decepções e as aflições da maturidade, muito bem representados nas figuras de Alex e Niki. Apesar dos vinte anos de diferença que separam os protagonistas, a trama tem uma leveza ímpar e o tabu da idade acaba perdendo espaço para a forte paixão que circunda o casal. Narrado em terceira pessoa de forma coloquial e romântica, o enredo conseguiu me cativar do início ao fim e nos apresentou a Itália de modo majestoso, com todos os seus sabores, aromas e cheiros.

Niki é uma adolescente espevitada e cheia de vida. Ela encara o mundo ao seu redor com humor e leveza e é justamente essa uma das qualidades que acabam conquistando Alex, um publicitário workaholic e movido à pressão. A jovem esbanja uma inocência genuína, como também traços de sabedoria que encantam os adultos, entretanto, senti que o autor preferiu explorar mais a sua imaturidade na trama do que propriamente seus conhecimentos intelectuais. O seu romance com Alex acontece de forma natural e vai adquirindo traços ousados e incrivelmente românticos, culminando em uma história de amor apaixonante e inebriante.

Alex é um homem maduro e que, após a decepção amorosa que sofreu, preferiu mergulhar no trabalho cada vez mais. Ao mesmo tempo em que ele inspira maturidade e faz com que Niki pouco a pouco vá se confrontando com a realidade, o personagem também aprende e muito com a jovem, principalmente a encarar a vida de modo mais flexível e a saber curtir e aproveitar os momentos com os quais ela nos presenteia. A diferença de idade entre os dois não me causaram um choque, porque o romance entre eles acontece de forma suave, ponderada e fica visível do início ao fim da história que Alex não quer se aproveitar de Niki e tem um forte carinho e respeito por ela.

"Quando o que faz falta é o amor, não há nada que seja verdadeiramente suficiente."

Resumidamente, Desculpa Se Te Chamo de Amor nos traz um romance apaixonante, doce e que evoca todo o poder e a força do amor. Com personagens críveis, ousados e expostos a um turbilhão de sentimentos, Federico Moccia conseguiu me encantar e me propiciar uma leitura singela e maravilhosa. Em 2008, foi feita uma adaptação cinematográfica do livro intitulada Lição de Amor e que foi dirigida pelo próprio autor do livro, o que tornou o enredo extremamente fiel à obra, principalmente no que concerne ao núcleo de seus personagens. A capa é simples e nos traz a gravura de um farol em meio a um fundo branco e a diagramação está favorável, com fonte em tamanho mediano e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

Confira o trailer do filme Lição de Amor:



10 comentários:

  1. Oi Nessa!
    Esse livro já está na minha lista há um tempão para ler, parece ser bem amorzinho mesmo! Nem o filme eu consegui assistir!
    Gostei de ler sua opinião! *-*
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa, eu vi o filme já faz um tempo e adorei a história!! Quero muito ler o livro!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Oiii Nessa

    Eu ainda quero assistir ao filme. Infelizmente tentei ler um livro do Moccia e não consegui, achei a narrativa parada e monótona, acho que não era o momento.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa,
    Eu estou pra ler esse livro desde que abri o blog, quando tinha o nome antigo hahaha. Me segurando pra não ver o filme antes!

    até mais,
    Nana e Leticia - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa, sua linda, tudo bem?
    Eu nunca esqueci Três Metros Acima do Céu, fiquei revoltada com aquele final, sofri muito. E na época, acabei descobrindo que o livro foi adaptado e por ser do mesmo autor, acabei descobrindo esse filme também. Vi os dois. Pela sua resenha acho que nesse livro não irei sofrer e vou me apaixonar. Adorei sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa,
    acho que nunca li um romance de um autor italiano. Fui logo conferir o trailer e me encantei. Realmente a minha preocupação era a diferença de idade, mas pelo o que comentou acho que ela vai acabar trazendo um pouco de vida e de descontração para ele. Só não sei se dará certo, pois eles estão em momentos muito diferentes da vida. Vou anotar a dica.
    bjs.
    Pri.
    http://nastuaspaginas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa, tudo bem?
    Infelizmente tenho problemas com casais de tanta diferença de idade. O cara tem idade pra ser pai dela, e acho isso bem tenso. :( Essa leitura vou passar.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa, tudo bem?
    Não conhecia o livro e ain, já apaixonei só pela premissa!
    Não me recordo de ter livros a respeito de casais com tanta diferença na idade, fiquei super curiosa pela leitura. Gostei muito da sua resenha, e também de saber que o livro ganhou uma adaptação super fiel. Espero ter oportunidade de ler e ver o filme!

    Obrigada pelo carinho. Volte sempre!
    Um super beijo :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  9. Oi Nessa,
    Eu li esse livro há muitos anos e sou apaixonada pela história. É delicada, com uma mensagem super positiva... Ganhei de uma amiga na época do ensino médio com dedicatória e tudo. Guardo a obra com muito carinho.
    Aliás, eu sou uma grande fã do Federico.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. ainda não li, mas confesso que tenho uma curiosidade bem grande! sempre se comenta bem dele


    http://felicidadeemlivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir