20/04/2019

Resenha: Fúria Domada - Megan Maxwell

Título original: Desde donde se domine la llanura
Gênero: Romance de época escocês
Páginas: 368
Editora: Essência
Classificação: 5/5
Comprar: Saraiva
Em Fúria Domada, segundo volume da série As Guerreiras, da espanhola Megan Maxwell, encontramos um romance entre duas pessoas um tanto quanto temperamentais e teimosas, mas que se amam acima de qualquer coisa. Diferente do casal anterior - Megan e Duncan - Gillian e Niall são apaixonados desde crianças, mas por uma série de mal entendidos, acabaram se separando mesmo com a forte nuvem de química que paira entre os dois. Feridos pelas circunstâncias da vida e repletos de orgulho, eles resistem o máximo que podem a este sentimento, mas o amor entre eles se mostra mais forte do que tudo.

A espevitada Gillian é conhecida entre os membros do seu clã por "Desafiadora", graças ao seu caráter indomável, que lhe traz tanto bênçãos quanto maldições. Apaixonada por Niall desde criança, os dois viveram uma bela história de amor que foi interrompida quando o rapaz foi lutar junto ao rei da Escócia. sem ao menos se despedir de sua amada. Machucada com a partida de seu grande amor e com o orgulho extremamente ferido, Gillian jurou para si própria que jamais perdoaria o guerreiro escocês.


Igualmente orgulhoso e teimoso, Niall está de volta, mas não se mostra mais o mesmo homem, disposto a tudo para reconquistar sua amada. Agora que finalmente se reencontraram, nenhum dos dois dá o braço a torcer, mesmo que a paixão consuma boa parte de suas almas. Resta saber quanto tempo o casal impetuoso e absolutamente temperamental irá resistir a esse amor...

Seguindo a mesma linha de Desejo Concedido, Fúria Domada nos traz um romance entre um casal de personalidade forte e convicto em suas decisões, que acabam se prostrando para o amor, por mais que relutem com todas as fibras de seu ser. Confesso que não nutri tanta simpatia por Gillian e Niall quanto tive por Megan e Duncan, mas gostei bastante do casal e me diverti com os seus loucos embates. Tal como em uma briga interminável, quando um cedia, o outro endurecia e eles ficaram enroscados nessa trama por um bom tempo - o que acabou soando até mesmo cômico em muitos momentos da história e serviu para destrinchar bem a personalidade de cada um dos personagens. Narrado em terceira pessoa de forma fluída e leve, o livro conseguiu me transportar para a Escócia, com todos os seus encantos e perigos e mesmo com Gillian e Niall não sendo o meu casal favorito da série, curti bastante a química e a forte paixão entre os dois.

Gillian é o que podemos chamar de uma verdadeira megera. Persuasiva e mimada, a bela loira de olhos azuis tem uma personalidade que encanta e também assusta o sexo oposto na mesma medida, graças a sua impetuosidade e rebeldia. O único homem que conseguiu chegar perto dela e realmente tocar o seu coração foi Niall, mas devido a série de infortúnios que separou o casal, a jovem se fechou para o amor, o que tornou o seu gênio ainda mais irascível e endurecido. Quando o guerreiro retorna para a casa, ferido pela guerra e pelos seus horrores, a sua amada o rejeita e ele não se mostra nem um pouco disposto a reconquistá-la, instaurando então um forte clima de embate entre os dois. Mas, por trás de tanta provocação e orgulho ferido, se esconde uma paixão que o tempo não apagou; pelo contrário, acentuou ainda mais.

Niall, tal como Gillian, é um homem embrutecido pela vida e pelos algozes das batalhas enfrentadas. Sua brutalidade é tamanha que, em determinados momentos da história, eu cheguei ao ponto de até mesmo vibrar com a postura de Gillian perante a ele, mesmo sabendo o quanto a jovem estava sendo imparcial e até mesmo egoísta em seu comportamento. Por mais que nenhum dos dois desse o braço a torcer, quando Gillian finalmente iria se casar com outra pessoa, Niall entrou na igreja e a fez se tornar sua esposa e, mesmo agindo de um jeito totalmente anti-romântico, confesso que este foi um dos momentos mais belos e marcantes do enredo.

Em síntese, Fúria Domada nos presenteia com um romance de época espevitado, relutante e repleto de química e paixão - tal como acontece com os seus personagens. Mesmo não sendo totalmente cativada por Gillian e Niall, gostei bastante do casal e me diverti bastante com as suas presepadas na trama, além de suspirar com as cenas de amor entre eles, que foram extremamente bem delineadas no enredo. A capa nos traz a imagem de Gillian empunhando uma espada e conseguiu ser bem mais bonita do que a do livro anterior e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo ☺

Confira a resenha do volume anterior da série As Guerreiras:

►DESEJO CONCEDIDO


4 comentários:

  1. Oi Nessa
    Tenho muita vontade de ler esta série. Gostei do enredo.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa,
    Eu não sou lá muito fã dessa série, passei raiva no livro 1, mas minha mãe a adora e já leu até esse livro também.
    Ela está empolgada pelo terceiro! HAHAH
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oie Nessa =)

    Nunca li nada da autora, mas pela premissa os livros parecem possuir uma narrativa bem fluída. Gosto de romances que se passam na Escócia, pois eles tem uma atmosfera mais mística.

    Espero ter a oportunidade de conhecer a série e gostar bastante dela também.

    Beijos e uma linda semana para você!;***
    Ariane Reis | Blog My Dear Library.


    ResponderExcluir
  4. Olá Nessa,

    Gostei demais da sinopse e da premissa do livro, a sua resenha nos deixa ainda mais curiosos, gosto demais do gênero...ótima resenha...bjs.


    https://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir