20/01/2018

Resenha: As Cores da Vida - Kristin Hannah

Título original: True Colors
Gênero: Romance
Páginas: 352
Editora: Arqueiro
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro As Cores da Vida, da autora Kristin Hannah - best-seller com 12 milhões de livros vendidos -, nos traz um romance tocante e sensível envolvendo três irmãs e o profundo laço de afeto que as une. Como é previsível de se esperar de todo relacionamento humano, Winona, Vivi Ann e Aurora cometem a sua cota de erros e acertos, mas sempre acabam interligadas pelo amor e pela cumplicidade, culminando em uma história intensa e comovente.

As irmãs Aurora, Vivi Ann e Winona perderam a mãe muito cedo e foram criadas pelo pai, um homem sempre distante e frio. Todo o amor que elas conhecem vem do profundo laço que criaram entre si e, embora as três tenham personalidades bastante distintas, são intrinsecamente inseparáveis e unidas.

17/01/2018

Lançamentos de janeiro - Editora Planeta

Boa noite pessoal! Confiram os lançamentos de janeiro da Editora Planeta. Entre eles, vale destacar Palácio de Mentiras, terceiro volume da série The Royals, de Erin Watt.


PALÁCIO DE MENTIRAS - ERIN WATT
De inimigos mortais a aliados improváveis, dois adolescentes tentam proteger tudo o que mais importa para eles. Ella Harper foi capaz de superar cada um dos obstáculos que surgiram em seu caminho. Forte e resiliente, ela está disposta a fazer o que for preciso para defender as pessoas que ama. Mas lidar com o retorno do pai desaparecido e com o namorado cuja vida está por um fio pode ser demais para a jovem.
Reed Royal tem um temperamento afiado e punhos ágeis. Mas sua habilidade para resolver problemas com violência já não é mais o bastante. Se ele quiser salvar a si mesmo e a sua garota, ele terá que superar o passado e sua reputação manchada.
Ella precisa ser forte para lidar com os Royal... isso se Reed não destruir sua própria família antes.

15/01/2018

Lançamentos de janeiro - Editora Arqueiro

Boa noite pessoal! Confiram os lançamentos de janeiro da Editora Arqueiro. Entre eles, vale destacar Mais Lindo que a Lua, primeiro volume da série Irmãs Lyndon, de Julia Quinn, A Coroa da Vingança, terceiro e último volume da série Deuses do Egito, de Colleen Houck, Meia Guerra, terceiro e último volume da série Mar Despedaçado, de Joe Abercrombie e Sem Fôlego, primeiro volume da série Sea Breeze, de Abbi Glines.


MAIS LINDO QUE A LUA - JULIA QUINN
Foi amor à primeira vista. Mas Victoria Lyndon era a filha do vigário, e Robert Kemble, o elegante conde de Macclesfield. Foi o que bastou para os pais dos dois serem contra a união. Assim, quando o plano de fuga dos jovens deu errado, todos acreditaram que foi melhor assim.
Sete anos depois, quando Robert encontra Victoria por acaso, não consegue acreditar no que acontece: a garota que um dia destruiu seus sonhos ainda o deixa sem fôlego. E Victoria também logo vê que continua impossível resistir aos encantos dele. Mas como ela poderia dar uma segunda chance ao homem que lhe prometeu casamento e depois despedaçou suas esperanças?
Então, quando Robert lhe oferece um emprego um tanto incomum - ser sua amante -, Victoria não aceita, incapaz de sacrificar a dignidade, mesmo por ele. Mas Robert promete que Victoria será dele, não importa o que tenha que fazer. Depois de tantas mágoas, será que esses dois corações maltratados algum dia serão capazes de perdoar e permitir que o amor cure suas feridas?

14/01/2018

Resenha: Ladrão de Almas - Jana Oliver

Título original: Soul thief
Gênero: Ficção sobrenatural
Páginas: 352
Editora: Farol Literário
Classificação: 5/5
Comprar: Saraiva
Em Ladrão de Almas, segundo volume da série A Filha do Apanhador de Demônios, de Jana Oliver, adentramos um pouco mais a vida da caçadora de demônios Riley Blackthorne e acompanhamos a mocinha se rendendo ao amor. Apesar de termos um romance na trama, os objetivos de Riley ainda são claros e inconfundíveis e neste livro encontramos ainda mais adrenalina e emoção do que no antecessor.

Após a devastadora e sangrenta batalha no Tabernacle, muitos caçadores estão mortos e feridos. Simon - o namorado de Riley - foi parar no hospital e, para piorar a situação, o corpo de seu pai, Paul Blacktorne, foi retirado do túmulo por um poderoso necromante. Para engrossar ainda mais o caldo, um apanhador de demônios freelancer, Ori, está acompanhando Riley tal como um guarda-costas, mesmo contra a vontade dela e Beck, o pupilo de seu pai, está cada dia mais superprotetor com a caçadora, apesar de seu comportamento rabugento. Em meio à tantas dificuldades e provações, Riley está cogitando até mesmo sair de Atlanta.

11/01/2018

Resenha: O Elemental - Vanessa Bosso

Edição: 1
Ano: 2011
Gênero: Literatura fantástica
Páginas: 348
Editora: Baraúna
Classificação: 3,5/5
O livro O Elemental, da autora Vanessa Bosso, nos traz uma história repleta de ação e aventura. Dotado de criatividade e envolvendo os quatro elementos da natureza, o enredo possui um clima envolvente e repleto de adrenalina, além de personagens jovens e muito corajosos.

William Owen não é um garoto muito sociável e isso faz com que ele enfrente muitos problemas na escola, além de se envolver em várias encrencas. Após sofrer um grave acidente, sua vida monótona passa por uma grande reviravolta. O jovem conhece a sede da Luminus e descobre que os seus membros são muitos mais do que meras pessoas normais. Descobre também que ele é algo muito além do que sempre imaginou e julgou ser.

06/01/2018

Resenha: A Irmã da Tempestade - Lucinda Riley

Título original: The storm sister
Gênero: Romance
Páginas: 528
Editora: Arqueiro
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
Em A Irmã da Tempestade, segundo volume da série As Sete Irmãs, da irlandesa Lucinda Riley - autora best-seller com mais de 5 milhões de livros vendidos - conhecemos a história de Ally, a segunda irmã mais velha das D'Aplièse. Forte, determinada e com espírito de líder, Ally se tornou uma exímia velejadora e, após um episódio doloroso em sua vida, parte para à Noruega afim de descobrir um pouco mais sobre a sua origem. Escrito com maestria, delicadeza e sensibilidade e intercalando passado e presente numa sincronia perfeita, o enredo de Lucinda Riley é encantador e traz até mesmo passagens referentes à Segunda Guerra Mundial.

Ally D'Aplièse sempre foi apaixonada por música e foi uma excelente flautista quando jovem, entretanto , ela se encantou pelos mares - tal como seu pai adotivo, Pa Salt - e resolveu seguir a carreira de velejadora. Durante os preparativos de uma importante regata, ela recebe a notícia de que seu pai faleceu, fazendo com que ela abandonasse seus projetos e voltasse para o seu lar, se reunindo assim com as suas cinco irmãs. Em Atlantis, elas descobrem que Pa Salt deixou uma pista para cada uma delas referente às suas verdadeiras origens.

02/01/2018

Resenha: As Sete Irmãs - Lucinda Riley

Título original: The seven sisters
Gênero: Romance
Páginas: 560
Editora: Novo Conceito
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro As Sete Irmãs, primeiro volume da série homônima da irlandesa Lucinda Riley - autora best-seller com mais de 4 milhões de livros vendidos -, nos traz um romance encantador e singelo, onde passado e presente se mesclam em terras tupiniquins. Escrito com sensibilidade e carisma, o enredo é incrivelmente mágico e nos revela um lindo romance que ocorreu durante a construção do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. Com personagens fortes e ricamente delineados e uma trama simplesmente arrebatadora, Lucinda Riley fala do Brasil com paixão e consegue extrair o melhor da nossa terra em suas páginas.

O misterioso bilionário Pa Salt vivia em um fabuloso castelo em Genebra, apelidado carinhosamente de Atlantis. Durante as suas andanças pelos quatro cantos do mundos, ele resolveu adotar seis bebês e batizá-las com os nomes das Sete Irmãs da Plêiades, a aclamada constelação do cinturão de Órion: Maia, Ally, Estrela, CeCe, Tiggy e Electra (a sétima irmã, Mérope, ainda não foi encontrada). Inesperadamente, Pa Salt sofre um ataque cardíaco e acaba falecendo, tendo o seu corpo sepultado ao mar antes mesmo de se despedir de suas amadas filhas. Entretanto, antes de partir, ele deixou intrigantes pistas sobre a verdadeira origem de cada uma delas dentro de um globo no jardim de Atlantis, que contém sete anéis distintos com seus nomes e as respectivas coordenadas que devem ser seguidas. E é justamente com essas peças do quebra-cabeças que Maia decide viajar até o Rio de Janeiro com o intuito de desvendar a sua verdadeira história.

01/01/2018

Resenha: Persuasão - Jane Austen

Título original: Persuasion
Gênero: Romance inglês
Páginas: 312
Editora: Martin Claret
Classificação: 5/5
Comprar: Saraiva
O livro Persuasão, escrito em 1817 pela romancista inglesa Jane Austen, nos conta a história de Anne Elliot e do capitão Frederick Wentworth - um casal que se apaixonou ainda na adolescência, mas que acabou se separando devido à persuasão de outrens. Oito anos depois, por uma bela ironia do destino, eles se reencontram e os sentimentos de outrora ressurgem com a mesma intensidade e paixão. Persuasão é um dos livros mais românticos de Jane Austen e nos apresenta protagonistas maduros e já com uma certa bagagem emocional, o que tornou o romance envolvente e emocionante.

Anne Elliot, com então 19 anos, era extremamente apaixonada pelo capitão Frederick Wentworth. Porém, devido a intensidade e passionalidade do relacionamento dos dois, foi persuadida por sua grande amiga, Lady Russell e também pelos familiares a não se comprometer com o jovem, tanto por questões financeiras quanto pela impulsividade do capitão. Entretanto, essa sua escolha lhe custou muito caro e lhe colocou numa posição semelhante à de serviçal da família, fazendo com que suas vontades e desejos mais profundos fossem sufocados ao longo dos anos em detrimento de seus parentes. Porém, mesmo sendo uma mulher de temperamento calmo e reservada, Anne se mostrou uma das protagonistas mais fortes e de mente aberta de Jane Austen, justamente por aceitar as mudanças ao seu redor e aprender com os próprios erros.